Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Jundiaí e Região Copyright © 2008 - Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Jundiaí e Região - Todos direitos Reservados Nossa História A categoria de trabalhador rural, antes da fundação do sindicato, não tinha representação. Todos os dissídios  eram realizados através da Junta do Trabalho, no qual eram colocados sem classes e com salários  diferenciados. Tivemos vários casos de rescisões trabalhistas com advogados de “portas de Junta” com remuneração em  cima de altos percentuais sob o trabalhador rural. Foi quando seus representantes sentiram a necessidade de ir à Federação, em São Paulo, acompanhados  pela Sra. Maria Almeida, Sr. Nei Garcia, Dr. André Benassi e Sr. Nelson Negrini. O presidente da Federação, Sr. Roberto T. Horiguti enviou um representante para Jundiaí e a primeira  convocação foi feita no Clube Caxambu, cedido graciosamente, para que fosse apresentada a primeira chapa,  surgindo o nome de Fernando Antonio D'Urbano. O Presidente Fernando Antonio D'Urbano, na inauguração da sede à Rua Anchieta, nº 648, em novembro de 1992. Essa primeira chapa foi eleita e desde 15 de novembro de 1975, o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Jundiaí vem prestando relevantes serviços à região. Entidade representativa da categoria econômica dos produtores, proprietários e trabalhadores rurais de Jundiaí e região, o sindicato vem ampliando sua atuação nos últimos anos, particularmente no atendimento às principais reivindicações e necessidades dos trabalhadores rurais. Em Abril de 1984, foi estendida a base territorial para o município de Itupéva e no ano seguinte, em Outubro, foi estendida para os municípios de Itatiba e Louveira. Como o sindicato também era muito procurado pelas pessoas residentes nas cidades de Campo Limpo Paulista e Várzea Paulista, foi solicitado, junto ao Ministério do Trabalho, a extensão da base territorial para esta região. Em Abril de 1986, o sindicato obteve a resposta positiva ao seu pedido, sendo mais uma vitória para a categoria. O presidente Fernando Antonio D'Urbano, em Abril de 1991, lutou pelo direito do trabalhador rural, baseado no artigo 201 da Constituição Federal, que determina que nenhum trabalhador deve ganhar benefício menor que um salário mínimo. O Sindicato ficou instalado durante 10 anos na Rua Marechal Deodoro da Fonseca, nº 285 e durante este período foram arrecadados fundos para aquisição de uma sede própria. Em Novembro de 1992, foi adquirida uma nova sede localizada na Rua Anchieta, nº 648, onde os associados foram atendidos durante 8 anos.  Inauguração da sede do Sindicato em novembro de 1992 Com crescimento do sindicato, surgiu a necessidade de uma sede maior, adquirindo-se uma nova propriedade em Janeiro de 2000, na Rua Marechal Deodoro da Fonseca, nº 147, onde permanece até hoje. Sede atual, localizada à Rua Marechal Deodoro da Fonseca, n° 147